O que é marketing por dados? Conheça suas possibilidades

Quais são os critérios que você e sua equipe costumam usar para tomar uma decisão estratégica na empresa? Experiência, intuição, emoção? Bem, eles não podem ser descartados, mas quando queremos entender o que é marketing por dados e aplicá-lo no processo decisório, saiba que nenhum desses fatores entra no começo da discussão.

Isso porque o marketing por dados torna as decisões mais racionais e precisas. Eles não substituem a experiência ou a intuição, mas fazem delas mais lógicas e menos sujeitas a riscos.

Quer saber como isso funciona? Então, vamos detalhar mais o conceito de marketing por dados, sua relação com o Big Data e seus benefícios. Confira!

 

Mas afinal, o que é marketing por dados?

Essa é uma abordagem que almeja qualificar as decisões de marketing com base em dados reais retirados de pesquisas de mercado, ferramentas de inteligência de negócio (BI), relatórios gerenciais e outras fontes de informações, como a imprensa.

Não se trata de um embasamento simples, mas sim de um marketing que trabalha com coleta, armazenagem, cruzamento e análise de uma quantidade imensa e inimaginável de dados.

O papel do Big Data

Você entenderá melhor o que é marketing por dados se compreender o papel do Big Data nessa história. Esse é um conceito, já objetificado em softwares, que se baseia na análise inteligente de grandes volumes de dados como forma de apoio às tomadas de decisão. As ferramentas de Big Data são capazes de cruzar informações de várias fontes e, com isso, entregar sugestões mais claras de decisões para analistas e gestores.

Um exemplo conhecidíssimo de aplicação da união entre Big Data e o marketing por dados são os algoritmos do Spotify Se você usa esse serviço, já pode ter se perguntado como que as recomendações de músicas realmente têm a ver com o seu gosto.

Basicamente, os sistemas de coleta de dados identificam padrões de comportamento nos usuários. Por exemplo, se você escuta muitas músicas sertanejas, então o aplicativo cruzará o seu perfil (idade, localização e outros dados cadastrais) com o de outras pessoas que compartilham gostos musicais parecidos. Logo, o serviço começará a sugerir músicas de estilos e artistas comuns a pessoas parecidas com você.

 

Quais são os benefícios para a sua empresa?

Antecipar padrões de comportamento

Um aspecto do marketing por dados é que, com o cruzamento de muitas informações, a velha segmentação do público sai das características demográficas e expande para as comportamentais.

Por exemplo, quando você quer definir qual é o perfil de cliente ideal para sua empresa, conhecido como persona, aplica-se esse tipo de marketing. Você faz uma pesquisa de opinião e hábitos de compra com consumidores e cruza as informações levantadas com os dados retirados de relatórios de vendas, de resultados de campanhas, de interações em redes sociais etc.

Pode dar trabalho, mas se unir todas essas fontes, certamente chegará a um padrão comportamental do público. Você descobrirá os temas pelos quais eles mais se interessam, seus problemas, objetivos e outras características relevantes.

Prever tendências de mercado e adotar práticas preventivas

Os padrões de comportamento também servem como base para realizar projeções mais realistas sobre o mercado. Quando você identifica, por exemplo, que clientes que cancelam o seu serviço normalmente interagem menos com sua empresa por e-mail marketing e não topam a renovação antecipada do contrato, então isso se torna um problema que pode ser solucionado com ações preventivas.

Esse é um exemplo simples, mas dá uma ideia mais clara sobre a maneira como governos e organizações fazem suas projeções de crescimento com base nos dados. Eles cruzam informações relacionadas à economia, ao desemprego, aos hábitos de consumo, às entradas de novos consumidores, entre outros. Assim, podem prever, com mínimas margens de erros, como serão seus resultados.

O que muda com o marketing por dados é a entrada de mais racionalidade nos processos estratégicos. Atualmente, não dá para abrir mão da possibilidade de ter acesso a ferramentas que podem mensurar quase toda a nossa realidade e entregá-la como insights. Trata-se da oportunidade de tornar o seu trabalho mais inteligente e produtivo.